17ª Semana Aberta

“Vou entrar no mundo de magia da… Cercilei” foi o tema da 17ª Semana Aberta, que decorreu de 2 a 5 de Junho de 2016, nas instalações da Cercilei.
Aprender a fazer rebuçados, a conhecer o azeite, a fazer o pão, a “domar leões”, a ver o teatro da Carochinha e do Patinho Feio, a conhecer os patos e os gansos da Cercilei, foram algumas das actividades realizadas pelos Jardins de Infância Marrazes 2, Janardo, Pinheiros, Super Ninho, Grão de Ervilha, Bambi, Menino da Tatá, Pinóquio, O Saltitão, A Escolinha, Fundação Lar Santa Margarida do Arrabal, Sala multideficiencia das escolas Correia Mateus, Caranguejeira e Rodrigues Lobo e Oásis que nos visitaram finalizando a visita com umas deliciosas pipocas…

 

REGISTO coletivo do JI dos Pinheiros

Ontem fomos à Cercilei.
Veio um senhor buscar-nos na carrinha da Cercilei. Foi o pai da Maria João, que trabalha na Cercilei. A Maria João anda aqui na escola na primária.
Nós vimos muitas coisas e muitas pessoas. Vimos a tenda do circo e fomos aos leões.
Vimos a casa dos rebuçados e provamos os rebuçados.
E o lago.
Vimos meninos a dançar com as professoras e ouvimos duas histórias, a história da Carochinha e a história do Patinho Feio.
Nós gostámos de ir à Cercilei.
Foram os meninos da Cercilei que fizeram o teatro da história.
Eu acho que alguns meninos tinham um problema muito grave, porque não conseguiam falar.
Mas eles esforçaram-se para fazer o mesmo que nós. E conseguem fazer!
Os meninos eram diferentes, eram mais altos e mais velhos que nós. Alguns andavam em cadeiras de rodas.
Nós aqui na sala também somos diferentes.
Mesmo que sejamos todos diferentes por fora, por dentro somos todos iguais.
Houve um menino que nos cumprimentou quando chegámos.
A minha prima também é diferente e não sabe falar muito bem.
O filho de uns tios meus também anda na Cercilei.
A minha avó também só consegue ouvir de um ouvido.
A minha avó também não ouve bem e o meu tio usa aparelho, um aparelho para ouvir.